Toda solidariedade aos caminhoneiros e petroleiros: somos todos trabalhadores!

Chegamos ao 8º dia de greve dos trabalhadores caminhoneiros. A categoria que paralisou o país também dobrou o governo de Michel Temer (PMDB), que ontem a noite precisou ceder nas pautas imediatas dos grevistas e ainda pressionou o Congresso Nacional a aprovar suas medidas provisórias o quanto antes.

No último sábado, os petroleiros anunciaram sua própria paralisação de 72h na próxima quarta-feira (30). Sua principal pauta é o fim da privatização da Petrobrás e a redução do preço do gás de cozinha e dos combustíveis, além do fim das importações de derivados de petróleo e a saída do presidente Pedro Parente.

Diante da política de ajuste fiscal e privatização dos recursos naturais brasileiros por parte do governo Temer, a Aserghc reafirma o apoio às pautas dos caminhoneiros e petroleiros. É urgente também a defesa do caráter estatal e público da Petrobrás. Não podemos ser coniventes com o sucessivo aumento no curso de vida para a população mais pobre, que sustenta a maior parte dos impostos no ramo alimentício, no custo do transporte coletivo urbano e nos combustíveis. A solução não pode ser aumentar ainda mais o custo da energia elétrica e da água potável para quem já paga taxas abusivas. Não vamos pagar a conta da crise que os governos criaram! Da mesma forma, repudiamos o uso da violência do exército militar para reprimir qualquer movimento social.

Os caminhoneiros tem demonstrado exemplo de organização e combatividade. Não aceitaram as migalhas de Temer e Pedro Parente e seguiram a forte greve, e agora querem ver as promessas do governo federal se tornarem realidade.

Ao mesmo tempo, lembramos a necessidade de combater no campo das ideias os retrógrados grupos que falam em intervenção militar nas manifestações dos caminhoneiros. Se hoje podemos ir às ruas e discutir livremente sobre o que discordamos, é porque muitas gerações lutaram pelo direito de falar. Nenhum passo atrás na luta pelas liberdades democráticas!

De nossa parte, estaremos hoje às 17h na Esquina Democrática no centro de Porto Alegre para demonstrar solidariedade aos trabalhadores que resistem!

ato em solidariedade aos caminhoneiros 28.05.18

No widget added yet.