Prorrogado prazo de validade do processo seletivo 01/2014 para Técnicos de Enfermagem

A luta pela prorrogação do prazo de validade do processo seletivo para Técnicos de Enfermagem no GHC − que, entre outras iniciativas, foi marcada por uma assembleia com mais de cem trabalhadores, participação no Ato Protesto no último dia 18 de dezembro e encaminhamento da demanda junto ao Conselho de Administração do Grupo e sua Direção — culminou em vitória. Na tarde desta terça-feira, 23 de dezembro, os Presidentes do Sindisaúde-RS, Arlindo Ritter, e da ASERGHC, Valmor Guedes, e representantes dos Técnicos de Enfermagem receberam oficialmente a resposta positiva da Direção do GHC ao pedido de prorrogação. A decisão inclui as seleções públicas 01, 02, 03, 04 e 05 de 2014.
VERGONHA
Ao noticiar a prorrogação do prazo dos cinco concursos públicos realizados em 2014, com grande alarde, a Direção do GHC usou de suas prerrogativas para tentar retaliar o Presidente do Sindisaúde-RS, Arlindo Ritter, líder histórico das lutas dos trabalhadores no GHC e uma ameaça à hegemonia cutista entre os trabalhadores da saúde. A Direção do GHC fez isso tratando de desconhecer a luta travada pelos trabalhadores organizados e suas lideranças, realizando um ato paralelo de formalização da prorrogação, na manhã desta mesma terça-feira, com pessoas alheias ao processo de mobilização. O ato paralelo foi imediatamente publicado no site do GHC na internet, com fotos. Com isso, a Direção do GHC se imiscuiu na autonomia de organização dos trabalhadores e feriu o princípio da impessoalidade no serviço público.
A ação deliberada foi admitida pelo Diretor de Recursos Humanos, Rogério Diogo dos Santos, que declarou “Vocês escolheram o caminho da ruptura. Tem que rever isso aí…”. Seria essa uma ameaça e uma referência à decisão do Presidente Arlindo em impor uma auditoria nas contas do Sindisaúde-RS contra uma parte da direção do sindicato que é simpáticas às políticas da Gestão do GHC? O que a Direção do Grupo tem contra uma investigação do Ministério Público nas contas do Sindisaúde-RS, a pedido do Presidente Arlindo?
Após a reunião oficial de formalização, a notícia foi alterada no site do GHC para incluir fotos com os Presidentes da ASERGHC e do Sindisaúde-RS, em uma clara manipulação da informação. A nota com as fotos das duas reuniões como se fosse um único evento induz o leitor a uma interpretação que não corresponde aos fatos e tenta ocultar duas coisas: (1) que pessoas alheias à luta se apresentaram de forma oportunista para colher os frutos da vitória; (2) que a Direção do GHC desrespeitou a autonomia dos trabalhadores e a legitimidade de seus representantes eleitos democraticamente.

No widget added yet.