Primeiro café coletivo do noturno reúne mais de 100 trabalhadores

O primeiro café coletivo com os trabalhadores do noturno encheu a sede social da Aserghc. Mais de 100 pessoas participaram do debate com o advogado trabalhista Renato Paese, sobre a tentativa da gestão do GHC de retirar direitos específicos dos funcionários do período da noite.

O que a gestão do GHC está preparando para os trabalhadores

Os representantes da diretoria do GHC recuaram na tentativa de cortar o pagamento de adicional noturno (correspondente ao trabalho feito após as 5h00 da manhã) para os funcionários, no entanto, querem agora discutir também a situação dos direitos dos funcionários do turno do dia.

Atualmente, a gestão do GHC não pode cortar benefícios de quem trabalha à noite, porém, pode transferir os funcionários do turno da noite para o dia, a fim de não precisar pagar direitos históricos. Infelizmente, a reforma trabalhista do governo corrupto e ilegítimo de Temer permite essa medida. Portanto, mais do que nunca, é hora de união entre trabalhadores do dia e da noite!

Só a mobilização coletiva pode manter nossos direitos

O primeiro café coletivo na Aserghc encaminhou um grande ato em frente ao Hospital Conceição no próximo dia 5 de dezembro, a partir das 7h da manhã, para reunir trabalhadores da noite e do dia e dizer NÃO a qualquer tentativa de retirar direitos. Representantes do noturno formaram uma comissão de mobilização para colaborar na conscientização de mais colegas. O dia 5/12 será marcado por greves e mobilizações em todo o país contra a reforma da previdência.

Hoje (28) às 14h haverá nova reunião aberta com a presença dos funcionários do dia, e amanhã (quarta-feira) às 7h30, um novo café coletivo com mais trabalhadores da noite, na sede social da Aserghc. Participe!

Fotos: Nathália Bittencurt / Comunicação Aserghc

DSC_0057

DSC_0054

DSC_0025

DSC_0030

DSC_0027

DSC_0014

DSC_0048

DSC_0052

DSC_0043

DSC_0040

DSC_0007

DSC_0001

No widget added yet.