Nota de Repúdio à prefeitura de Caxias do Sul

A prefeitura de Caxias do Sul informou que fechará o Postão 24h e as suas funções de urgência e emergência. O Postão está localizado no centro da cidade e passará por uma reforma nos próximos seis meses. No entanto, a obra avaliada em torno de R$ 640 mil transformará o lugar em uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) nível III e os serviços prestados à população serão terceirizados.

Atualmente são 12 mil atendimentos por mês. Com o fechamento do local, a população ficará desassistida e terá que percorrer um caminho distante da área central para conseguir atendimento na UPA mais próxima, localizada na Zona Norte da cidade. Segundo os médicos e o Conselho Municipal de Saúde, a UPA Zona Norte já está com funcionamento acima da capacidade média. A previsão é que serão realocados mais 400 pacientes oriundos do antigo posto, somado aos 200 pacientes do local.

Segundo o ex-coordenador de enfermagem Leone Ferreira, a nova escala proposta pela prefeitura para realocação dos profissionais da saúde reduzirá 40%, em média, o número de trabalhadores que devem atender à população. Além disso, a UPA não terá capacidade de atender os mais de 40 pacientes que estão em observação no Postão.

O atendimento à população mais necessitada estará prejudicado com a mudança proposta pelo prefeito Daniel Guerra (PRB). Por isso, exigimos que a prefeitura mantenha as condições de acolhimento e atenda as demandas dos pacientes. Já sabemos às consequências que a terceirização e o sucateamento de serviços de saúde causam à população. O descaso e a terceirização matam!

NOTA DE REPÚDIO

No widget added yet.