Negociação sobre Acordo Interno não avança e representantes do GHC mantêm intransigência sobre direitos dos trabalhadores

Na tarde de hoje (22) houve a quarta audiência de mediação sobre o acordo interno, no Tribunal Regional do Trabalho da 4ª região. Participaram do debate dirigentes da Aserghc, Sindisaúde-RS, Simers, Sergs, Sindifars, SinditestRS, Sindaergs, Sasers, Sinttargs, Sinurgs, SindibioRS e Ministério Público.

Mesa de negociação entre Aserghc, principais sindicatos  e assessoria do Grupo. Foto: Júlia Matos/Comunicação Aserghc
Mesa de negociação entre Aserghc, principais sindicatos e assessoria do Grupo. Foto: Júlia Matos/Comunicação Aserghc
Os assessores da diretoria do GHC propuseram um aumento de 0,78%, correspondente a 50% da variação do INPC da data-base. Na pratica, esta oferta representa um aumento irrisório no vale alimentação. As entidades sindicais mantêm a proposta inicial frente às necessidades dos trabalhadores e pedem isonomia com o valor atual do vale do Hospital de Clínicas de Porto Alegre, que corresponde a R$ 494,94.

As entidades também colocaram em pauta a retomada das férias-prêmio e a licença para capacitação, visto que as duas reinvindicações não geram custos ao GHC e funcionam como incentivo aos trabalhadores. No entanto, os representantes da gestão seguem intransigentes quanto à negociação e a retomada dos direitos.

Dr. Renato Paese, da Paese Ferreira & Advogados Associados, Arlindo Ritter, presidente do Sindisaúde-RS, e Valmor Guedes, presidente da Aserghc. Foto: Júlia Matos/Comunicação Aserghc
Dr. Renato Paese, da Paese Ferreira & Advogados Associados, Arlindo Ritter, presidente do Sindisaúde-RS, e Valmor Guedes, presidente da Aserghc. Foto: Júlia Matos/Comunicação Aserghc

Enquanto a gestão mantém a política de arrochos salariais e corte de direitos, nós seguimos lutando pela mobilização coletiva dos trabalhadores e pela unidade frente ao retrocesso em nossos direitos. ASERGHC NA LUTA!

Rodrigo Casagrande, gerente de RH, e Benoni Rossi, advogado da diretoria do GHC. Foto: Júlia Matos/Comunicação Aserghc
Rodrigo Casagrande, gerente de RH, e Benoni Rossi, advogado da diretoria do GHC. Foto: Júlia Matos/Comunicação Aserghc