Defender a Petrobrás não é crime! Solidariedade à paralisação dos petroleiros

O Tribunal Superior do Trabalho declarou ilegal a paralisação de 72h dos petroleiros, exigindo pagamento de R$ 500 mil em multa para cada dia de greve. O principal argumento para a punição é o “motivo ideológico da greve”, o que revela a perseguição política da justiça às categorias que ousam se mobilizar coletivamente.

Os petroleiros defendem o fim da privatização da Petrobrás e a redução do preço do gás de cozinha e dos combustíveis, além do fim das importações de derivados de petróleo e a saída do presidente Pedro Parente da estatal. Toda a população tem sofrido diretamente com o aumento abusivo nos combustíveis, portanto, é hora de nos solidarizarmos e apoiarmos os trabalhadores que decidiram paralisar suas atividades por três dias. Fora Parente! Fora Temer! Em defesa da Petrobrás estatal!

Greve Petroleiros Foto Marcos de Paula - Agencia O Globo

Foto: Marcos de Paula / Agência O Globo

No widget added yet.