Audiência de Mediação é marcada por desrespeito da direção do GHC aos trabalhadores

A terceira Audiência de Mediação, referente ao acordo interno dos trabalhadores do GHC, aconteceu hoje (09) no Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região. Mais uma vez os diretores da gestão não compareceram à reunião e mandaram seus representantes, que não trouxeram avanços e ainda ameaçaram cortar os direitos já escassos.

A proposta desrespeitosa é que haja um reajuste de apenas R$13 no vale-alimentação, valor que não representa sequer a inflação dos últimos anos. Na prática, significa 0,43 centavos a mais para a alimentação de cada dia do mês de trabalho (considerando um mês com trinta dias) e um valor final de R$ 385,00. A proposta ainda acaba com a licença para capacitação e as férias-prêmio. Para Valmor Guedes, presidente da ASERGHC, a política de cortar direitos é baseada em decisão política e não financeira, como defende a direção. Guedes ainda afirmou que atitudes políticas como essas devem ser combatidas com mobilização e luta.

Devido ao posicionamento da mesa de negociação, ficou decidido que os sindicatos e a ASERGHC levarão para os trabalhadores a proposta através de uma ASSEMBLEIA GERAL marcada para o dia 16 de agosto, com a primeira chamada para 13h30 e a segunda para às 14h.
Não podemos permitir que esta direção que entrou pela porta dos fundos, a serviço do governo do PMDB e PP, traga retrocessos aos trabalhadores. Venha para a Assembleia Geral dos trabalhadores! A hora de defender nossos direitos é agora!

DSC_0142

DSC_0153

DSC_0177

DSC_0139

WhatsApp Image 2017-08-09 at 19.18.21

WhatsApp Image 2017-08-09 at 19.18.11

No widget added yet.